Jun, 01
Banner tom cavalcante 2015

​Entrevista exclusiva com o humorista Tom Cavalcante

Quando se fala de humor no país, o nome de Tom Cavalcante entra sempre em cena. Com carreira promissora e personagens marcantes, o humorista passou um tempo fora da televisão, foi morar nos Estados Unidos e voltou ao Brasil para realizar seus projetos. No próximo dia 20 de junho Tom apresenta em Brasília o sucesso de público “No Tom do Tom”, para única apresentação. O humorista que diverte o público com suas esquetes inteligentes e engraçadas, traz à cidade suas maiores imitações. Antes de chegar à capital, Tom Cavalcante concedeu entrevista exclusiva para o site do programa Inside.

Como é o seu novo espetáculo " No Tom do Tom ", está preparando algo especial para Brasília já que você sempre adiciona algo inédito para cada cidade.

TOM: Estarei subindo ao palco tomado por um sentimento de muita alegria. No espetáculo que tem 1h35m de duração o público vai curtir um show com muitos quadros e música.

Qual é o tom do Tom Cavalcante?

TOM: Tom de alegria e respeito acima de tudo ao meu público que pagou para assistir um espetáculo com humor e qualidade.

Você acha que está mais difícil fazer humor? Gosta desse jeito novo de se fazer no Brasil?

TOM: Considero estilos, aplaudo a chegada de novos formatos e rótulos, mas permaneço sequitario na ideia de que a premícia é fazer rir.

Tem algum humorista da atualidade que você admira?

TOM: São tantos novos talentos que prefiro não polemizar.

Você morou um tempo fora do Brasil, por quê e como foi a experiência?

TOM: A minha experiência nos EUA foi muito rica. Além de estudar a língua, fazer os workshops de direção de cinema, produzi um média-curta que se chama Pizza Me Mafia. Contratei todo o elenco de atores americanos e fui para dentro do set atuando e estudando a mecânica praticada por eles. Valeu a pena, o resultado é um filme bem feito e divertido.

Agora em Junho você volta para a TV, na nova série "Partiu, Shopping", conta pra gente mais desse programa.

TOM: Fiz um programa para a família brasileira rir. Uma família proprietária de um shopping que o dono morre e deixa a herança para o segurança Gildo. Uma trama a cada episódio que vai surpreender.

Antes de fechar com o Multishow, teve o contato, um namoro com o SBT? Como foi a conversa com o Silvio Santos?

TOM: Conversei sim com o patrão. Um encontro super agradável que aconteceu quando eu fui participar de um dos quadros de seus programas. Ficamos naquela de procurar possibilidades e formato. Nesse interin chegou o Multishow na parada e me apaixonei pelo projeto.

Existe até hoje algum personagem seu que nunca pode faltar em nenhum show. Qual?

TOM: Os personagens adotados pelo público sempre estarão atuando com novos textos e fazendo rir. Sobem ao palco João Canabrava, Velho Venâncio, Chagas, Pastor Adonias, Padre Albino, Jarilene e alguns inéditos.

Uma mensagem para o público de Brasília

TOM: Me aguardem que tô chegando, na bagagem muito humor!!!!